5.1.20

TREMA? NÃO EXISTE MAIS


Apenas um sinal.
Apenas um sinal ortográfico que existiu um dia.
Um sinalzinho indicativo da pronúncia, não tônica, da letra U antecedida da letra Q ou da letra G, seguido pelas letras E ou I, superficialmente explicando.
Para escrever palavras como tranquilo, sequência, eloquência, sequela, e tantas outras da língua portuguesa, a trema deveria ser usada.
Há tempos, não mais.
Não.
Sinal desnecessário.
Inútil.
Irrelevante.
Obsoleto.
Desusado.
Superado.
Envelhecido.
Ultrapassado.
Esquecido.
Simples assim.
Assim como o sentimento deles.
Assim como o amor deles.
Assim como eles.
O amor acabou.
E como consequência, tudo mudou.
E a trema deveria ser utilizada.
Há tempos, não mais.
E aquele sorriso delicioso e lindo daquela garota estampado naquele retrato antigo ficou como trema.
Lindo e esquecido.
Belo e inútil.
Superado.
Distante.
E agora, onde você vê beleza eu vejo uma grande bobagem.
Trema?
Não existe mais e já faz tempo.
Apenas não existe mais.
Como tantas outras coisas, tantas outras coisas.





S A N D R A _ N O I R by Dimitry Kasp [ dmitrykasp.deviantart.com ] @DeviantArt

Nenhum comentário: