23.8.18

TORMENTA


Ele não sabia exatamente o que sentia.
Definitivamente não.
Um vazio imenso.
Intenso.
Um vazio.
“... ela é só uma menina e eu deixando que ela faça o que bem quiser de mim...”.
Paralamas?
Creio que sim.
Mas ele não sabia exatamente o que sentia.
Definitivamente não.
Definitivamente não.
Um vazio imenso.
Intenso.
Um vazio.
Só sabia que tinha sido chutado.
E muito, muito forte.
Muito forte e para muito para longe.
Muito longe.
Um tolo.
Uma garota.
Um amor perdido.
Raiva, frustração, dor, amor, calor, enfim, tudo.
Simplesmente tudo.
Perdido.
Tudo perdido.
Uma tormenta de emoções.
Uma tormenta.
E ele apenas estava lá.
Com seu copo de bebida e seu cigarro vagbaundo.
Ouvindo o barulho da chuva na varanda.
Ouvindo o barulho da chuva na varanda.

“tor·men·ta
sf
1 Tempestade violenta, especialmente no mar; borrasca, temporal: “A lua, nascida durante a tormenta, estava a brilhar sobre o firmamento limpo. Espalmava-se em toda a largura de uma boa gargalhada” (RP).
2 Grande quantidade ou acúmulo de coisas ruins.
3 FIG Grande barulho; agitação, desordem.
4 FIG Discussão acalorada.”

“https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/tormenta/”



Nenhum comentário: