19.7.18

E SE EU SENTIR SAUDADES FAÇO O QUE?


Ela sentia saudades.
Muitas.
Muitas saudades.
Saudades do que viu, saudades do que ouviu, saudades do que viveu, saudades dele.
Apenas saudades.
Saudades dele.
Do que ele foi.
Do que ela foi.
Do que eles foram.
Saudades de beijos bem grudados.
Saudades de tirar a roupa sem nem contar até dez.
Saudades.
Mas, na verdade, ela tinha saudade era dela mesma.
A menina charmosa e repleta de esperança que ela sempre foi.
Que ela sempre foi.
Antes de ele a destroçar.
E se sentir saudades?
Fazer o quê?
Ligar ou escrever para quem sempre te admira.
Sempre e sempre te admira.
Ainda mais numa noite de chuva no Clube Varsóvia.
Ainda mais assim.
Numa cinzenta noite de chuva no Clube Varsóvia.
Apenas saudades...
Saudades...



Nenhum comentário: